[Rede] pedido de retrata????o

H?? alguma inser????o deste pedido no twitter, para RT?

A comunica????o social (!) dominante (ou imperialista, em algum sentido) atende aos interesses do marketing social (!!) das cidades, o que no caso de Curitiba ?? 100% tendencioso para o que estas pessoas consideram os "pontos fortes" da capital. Isto aparece neste epis??dio e em qualquer outra mat??ria de divulga????o da cidade (capital ecol??gica, cidade sustent??vel, etc).

Neste caso, como h?? uma lei sobre o assunto, h?? no que fundamentar um pedido de retrata????o. Nos demais casos ficamos por conta dos "formadores de opini??o" e "pessoal de marketing" que, infelizmente, tem maior influ??ncia sobre a nossa m??dia local.

Abra??os,

Prof Dr Ricardo Mendes Jr
http://www.twitter.com/ricardomendesjr
Programa de P??s-gradua????o em Engenharia de Produ????o, Coordenador
www.twitter.com/ppgepufpr
Grupo de Tecnologia de Informa????o e Comunica????o, GRUPOTIC
http://www.twitter.com/grupotic
Universidade Federal do Paran??
Tel/Fax 41-3361-3448

2010/3/31 Julia Basso Driessen <julia@soylocoporti.org.br>

PEDIDO DE RETRATA????O

??

Curitiba, 29 de mar??o de 2010.

??

ACC/Grupo Paulo Pimentel e Prefeitura de Curitiba

??

ASSUNTO: 317 anos de Curitiba! ???Muita coisa mudou???, mas o desrespeito ?? heran??a afro continua.

??

O encarte realizado pelo Grupo Paulo Pimentel, patrocinado pela Prefeitura de Curitiba e distribu??do no jornal O Estado do Paran??, em comemora????o ao anivers??rio da cidade, retrata o estere??tipo discriminat??rio cl??ssico difundido a respeito da heran??a cultural afro-descendente. A primeira frase do encarte diz que ???Portugal, It??lia, Espanha, Jap??o e muitos outros pa??ses est??o presentes em Curitiba???. Fechando o livreto, uma representa????o visual da composi????o da popula????o curitibana conta: ???1693 Curitiba ?? fundada sobre a influ??ncia de brasileiros, portugueses e espanh??is…??? Nem mesmo caricaturados de escravos os africanos s??o citados!

Na continuidade do primeiro par??grafo da revista fica evidente a invisibilidade das culturas de matriz africana na vis??o de mundo dos criadores do encarte: ???Cada pedacinho da cidade recebeu a influ??ncia de imigrantes que deixaram o registro de sua cultura e sua hist??ria??? (grifo nosso). Os imigrantes s??o o cart??o postal do etnocentrismo gritante que ainda impera na produ????o de mem??ria da nossa popula????o.

Se isso n??o caracteriza racismo (crime), ent??o s?? pode ter sido esquecimento. Ou economia de palavras. Pois estamos falando de 25% de afrodescendentes no Estado do Paran?? (no Brasil s??o aproximadamente 80%, segundo o IBGE de 2000).

As Confer??ncias para a Igualdade Racial j?? alertaram para os efeitos nefastos deste tipo cr??nico de ???esquecimento???. Os materiais institucionais sobre a nossa identidade precisam de revis??o urgente, afinal eles omitem ou citam a presen??a afro de forma simplista, preconceituosa e discriminat??ria. Ser?? que o senhor Prefeito, Pai e Candidato ?? Governador do Estado compreende a dimens??o deste fato para dezenas de milhares de crian??as e adolescentes paranaenses? Um quarto da popula????o do nosso Estado…

A publica????o tamb??m registra que a sede da Sociedade Oper??ria 13 de Maio ???surgida no per??odo de emancipa????o dos escravos??? ficava(?) na Des. Clot??rio Portugal.

A igreja do Ros??rio dos Pretos de S??o Benedito, constru??da na ??poca do apartheid declarado, no s??culo XVIII, tamb??m foi lembrada (mas apartheid declarado foi em outros tempos, hoje ?? pior, o cancro do racismo ?? velado…).

Fala-se ainda dos irm??os Rebou??as, engenheiros respons??veis por importantes obras de engenharia. Ufa, uma refer??ncia diferente da caricatura… Mas o que dizer das p??ginas internas, onde os pa??ses s??o descritos separadamente? Fala-se inclusive da ??frica (sic!) e do Egito… Felizmente agora existe a Lei 10.639/03, que determina a obrigatoriedade do ensino da hist??ria e da cultura afro e ind??gena no curr??culo escolar. Os jornalistas do futuro saber??o que a ??frica ?? um continente com mais de cinq??enta pa??ses, entre eles o Egito!

Outro marco hist??rico da cidade, relativo ?? hist??ria dos ascendentes africanos (al??m da Sociedade 13 de maio e da Igreja do Ros??rio), ?? o Pelourinho de Curitiba. Um passo importante a ser dado seria a retirada do orelh??o que esconde o marco do Pelourinho, em frente ?? Pra??a Tiradentes. Fica a sugest??o! Afinal, al??m do 20 de novembro, o povo afro-descendente poderia ser lembrado tamb??m no dia 29 de mar??o, como parte relevante e integrante da hist??ria da nossa cidade. Isso mostraria que a prefeitura n??o se comporta de forma amb??gua com rela????o ?? popula????o afro. E mostraria, principalmente, o quanto nossa cidade ?? evolu??da tanto no quesito ambiental quanto humano.??

Fica aqui nosso manifesto de rep??dio ao encarte ???a volta ao mundo em Curitiba???, e nosso apelo ao bom senso dos dirigentes e formadores de opini??o. Reivindicamos publicamente uma retrata????o, na forma da revis??o deste material vexat??rio, distribu??do em massa, e da distribui????o de outro, equivalente em qualidade e quantidade, valorizando a heran??a cultural e a dignidade do povo afro, com informa????es e referenciais positivos e relevantes para a mem??ria da nossa popula????o.

Com nossos sinceros votos de que o apartheid seja extirpado da ???capital da cultura europ??ia???, subscrevemo-nos ansiosos por sua resposta.

??

Cordialmente,

??

Adegmar Jos?? da Silva

Zelador Cultural Candiero

Presidente do Centro Cultural Humaita

Contato: emaildohumaita@gmail.com | [41] 9161.7961


Veja quais s??o os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10CelebridadesM??sicaEsportes


Veja quais s??o os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10CelebridadesM??sicaEsportes


Veja quais s??o os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10CelebridadesM??sicaEsportes

_______________________________________________
Rede mailing list
Rede@lista.soylocoporti.org.br
http://lists.soylocoporti.org.br/cgi-bin/mailman/listinfo/rede

Declare certo seu imposto de renda – 1

Este é o primeiro de uma série de posts para ajuda ao IR 2010, se eu aguentar escrever outro. Por que estou escrevendo? eu conto, se você prometer ler o resto. Prometeu? OK. Eu estou escrevendo por que eu tenho que fazer o meu imposto de renda e não estou com saco.

Disclaimer: esta ajuda também pode servir para IR 2009, IR 2008 e qualquer ano anterior desde que você possa fazer pela internet e toda as demais condições necessárias sejam as mesmas. E também servirá para IR 2011, IR 2012, e os anos seguintes, se o mundo não acabar em 2012. Torcemos por isso, para que não precisemos mais fazer imposto de renda (óbvio)

Metodologia: é importante você saber a metodologia usada para organizar este texto, para que depois não diga que eu imaginei tudo isso (na vida nada se cria tudo se copia, como já dizia Lavoisier, não precisa procurar na wikipedia, não sabe o que é wikipedia, então pare de ler aqui). Iniciei a pesquisa com a frase “declare certo seu imposto de renda” na busca do Google (não sabe o que é Google, então, com certeza, você não precisa declarar imposto de renda) … espera que ainda estou rindo. O primeiro link foi o da receita federal, mas ali não se aprende nada; se você declarar o imposto de renda como eles ensinam você está “ferrado” (pergunte se o Sarney faz como eles mandam, aliás, acho o Sarney nem precisa declarar). Em seguida, abri todos os oito (08) links da primeira página. Pulei o link do G1, por que a Globo é a Globo, precisa explicar? Não segui para a segunda página por que achei desnecessário, parei no site do Zero Hora, por o ZH é o ZH, precisa explicar? Estranhei não aparece o site da Veja, por que a Veja é a Veja, precisa explicar? Na escrita (ou desenvolvimento) do texto segui o estilo acadêmico, primeiro porque sou acadêmico e, último, por que sou acadêmico! tira ! por que acadêmico não usa ! Ou seja, não sou contador (se eu fosse, não estaria ajudando de graça, pois viveria disso) nem funcionário da Receita Federal (se eu fosse, estaria explicando o manual da Receita, não confundir com a receita do manual). Embora seguindo o estilo acadêmico eu não inclui as citações (este foi o meu maior esforço, e não vou entregar de graça e por que cansa fazer as citações), apenas indiquei os sites consultados; eu também não indiquei as citações textuais ou diretas, mas os autores originais deverão reconhecer, mas espero que não leiam (pois podem pensar em me processar), e agradeço a todos eles (não por não me processarem, mas por servir de fonte de informação, mesmo porque se processarem eu ficarei famoso e agradecido, e posso ganhar de outra forma mais fácil do que a atual). Alguns dos sites consultados não são atuais, embora bastante acessados (pois estão na primeira página do Google), mas conclui que nada precisa ser modificado, ou seja, suas orientações continuam atuais ou totalmente desnecessárias como quando foram escritas.Como pode ser observado pelos sites consultados (ver abaixo), estes são todos relevantes com o tema abordado. E para concluir as análises do texto, consultei, como não poderia deixar de faltar: o Yahoo Respostas, o Formspring.me e o Twitter (sobre a metodologia para pesquisar no Twitter farei uma sessão especial, mas que já pode ser acompanhada pelo Twitter com a minha hashtag exclusiva #meuIR2010 – você não precisar entrar no Twitter para declarar o seu imposto de renda, se você leu sobre isso é lenda urbana)

Sites consultados: Busca no Google: issomesmo! dinheirama, blog da webroom, blogadao, expressaotocantina, Prefeitura de Cotia (SP), Mac +, Zero Hora e Dia Quente. Outros: Senhor Notícia (o super herói da informação), Yahoo Respostas, Formsprings.me e Twitter (1)

Nota de rodapé: esta nota de rodapé está aqui, e não no rodapé, como advertência. Ou seja, é uma advertência de rodapé, que não está no rodapé.
(*) se você não sabe o significado deste termo, pare de ler aqui. (esta é a advertência, você pode estar confuso)

1. Informações relevantes e muito importantes

Muita gente se preocupa com a declaração anual de imposto de renda. E tem que se preocupar mesmo, por que se você pagar imposto, nunca vai ser rico, por que rico não paga imposto. Mas, atualmente, tudo é bem simples, afinal temos versões do programa para todas as plataformas(*) que suportam Java (*) (Linux (*), OSX (*) e FreeBSD (*)) Se o Windows suporta Java é irrelevante, por que não suportamos o Windows. 

Muita gente também reclama de ter que fazer a declaração em março ou abril. A questão é que você passou o mês de janeiro gastando, depois o mês de fevereiro preocupado em como pagar o cartão de crédito com as compras de Natal e Ano Novo, como pagar o IPTU, IPVA, como comprar o material escolar das crianças… então chega o carnaval e você consegue esquecer tudo isso, e aí vem a declaração de imposto de renda do ano anterior. E você vai descobrir qual era sua dívida no cartão (e que agora já aumentou), qual era o seu saldo bancário no fim do ano, que este era menor do que no ano anterior (e provavelmente vai ser maior do que no próximo). Mas há uma parte boa: você tem toda a papelada guardada numa pasta com etiqueta “Imposto de Renda” e vai ficar tudo fácil. E mais outra: com o uso da internet, você pode declarar seus impostos no conforto do seu lar, com uma cervejinha ou um vinhozinho ao lado (ajuda na criatividade). Mas só a internet não seria suficiente, a grande diferença, agora, é que o programa da Receita é independente do sistema operacional (*). Antes sim, era muito difícil, agora que os sistemas operacionais se entenderam com a Receita, a sua vida ficou muito facilitada, com certeza. E você nem precisa digitar comandos no terminal para alterar as permissões do arquivo, utilizando um package (pacote) normal do SO, e buscar o programa na raiz do sistema. Viu? você não precisa saber mais o que é sistema operacional (o Windows é um sistema operacional mas você não precisa saber disso, na verdade, ele não é bem um sistema operacional, há controvérsias, mas isso é discussão acadêmica), ou o que são comandos no terminal, ou permissões, ou arquivo, ou pacote normal do SO, ou raiz do sistema. Agora é só saber dar um duplo clique, e pronto. Se você ainda não sabe dar um duplo clique, há duas possibilidades: 1) chame alguém que saiba alterar a configuração do mouse (*) do seu computador para não ser necessário mais o duplo clique, mas recomendo que depois da declaração concluída, você chame-o novamente para retornar ao modo anterior, senão sua vida na internet ficará um caos; 2) você tem duas (02) para treinar a vontade, que ainda sobram duas (02) semanas para fazer a declaração.

Mesmo assim, existe muita dificuldade sobre o que e como declarar. Para resolver esse problema, os sites de economia (*) preparam diversas dicas bem úteis. Vale à pena dar uma conferida em todos, afinal, o prazo é até dia 30 de abril. Depois de consultá-los, prometa que voltará ao meu texto. Aqui você terá o grand finale da sua declaração de imposto de renda. Prometeu? OK 
Nota: não precisa pagar ou assinar os sites, vá apenas aos gratuitos.

Voltando? muito obrigado.

É possível preencher e entregar a declaração de imposto de renda ela internet. Penso que eu que há motivos para crer que é somente pela internet que se entrega a declaração. Se você está na dúvida, o único jeito é consultar o site da Receita.

A Receita exige que conste, na declaração entregue este ano, o número do recibo do ano passado. Caso você não tenha este recibo, o único jeito é fazer uma visita a uma unidade da Receita levando seu CPF (*) e documento de identidade, ou resgate-o através da internet. Há dúvidas quanto a como fazer resgates através da internet, pode ser perigoso, melhor ir na Receita. Mas também há dúvidas se a Receita exige que conste esse desnecessário número (pois o Sarney não tem, por que nós deveríamos ter). Então visite a Receita de qualquer forma.

A declaração de dependentes (*) também mudou. Agora os menores de 18 anos também podem ser dependentes. E o titular da declaração deverá indicar, obrigatoriamente, o CPF do dependente com 18 anos completados até 31 de dezembro (inclusive a meia-noite) de 2009. Antes (provavelmente antes de 2006), dependente valia para os maiores de 21 anos (está um pouco confuso, preciso melhorar esta parte).

A declaração simplificada online (*) foi abolida. Pode ter voltado, faremos novas pesquisas e voltamos a publicar.

Notou-se uma mudança na declaração completa em papel, parece que desapareceu da Receita.

Próxima sessão do artigo no próximo post. Vou tentar começar minha declaração, mas ainda não estou animado.

(1) Correção: os oito (08) sites consultados – que vem a ser os oito (08) links da primeira página de busca do Google, na verdade são dez (10). Contei errado, são nove (09), por que a página apresenta dez (10) links e eu não clique no G1; Os últimos três (03) sites da lista de sites consultado, e o site Senhor Notícia não estão na lista do Google

Voc?? acha que o cinema deve, obrigatoriamente, fazer parte do curr??culo escolar?

O cinema, e qualquer outra manifesta????o de arte e cultura, deveria ser muito?? mais usada nas escolas. N??o se pode aprender arte ou cultura somente nas apostilas ou livros. N??o se pode somente estudar cultura e artes na hist??ria e na geografia. Tem-se que olhar, discutir e aprender a cultura local em todas as suas diversidades, de origens e grupos. E tamb??m, p. ex., para estudar arte barroca, pode-se ir na internet (h?? centenas de imagens), mas ?? muito melhor, e educativo, procurar por aqui mesmo.
resposta a pergunta de opini??o da?? Gazeta do Povo

O que ?? poss??vel fazer para diminuir os acidentes com motos?

Diminuir radicalmente o n??mero de moto-boys na cidade. Limitar aos servi??os que realmente necessitam de entrega r??pida: comidas prontas, rem??dios, etc. Os demais, definir prazo m??nimo de 24h e hor??rios de circula????o (antes das 9:00 e em algumas regi??es antes das 8:00 e as empresas que dependem dessas entregas iniciem seu expediente ??s 7:00). E, desta forma, as empresas de entrega tamb??m poderiam organizar esta log??stica de entregas para usar carros pequenos e n??o motos.
resposta a pergunta de opini??o da Gazeta do Povo